16 de novembro de 2015

O que muda quando temos um blog?

Pergunta fácil. Adquirimos um novo hobbie. 
Não sou extremamente presente nem pretendo fazer vida disto. Longe disso. Aliás, se me quiserem mandar uns produtos para testar tudo porreiro, agora se me quiserem associar a uma marca ou causa que não se identifica comigo, acreditem que sou eu quem paga para NÃO o fazer. 
Mas a verdade é que gosto dos contactos que se criam, das amizades virtuais que muitas vezes parecem mais genuínas e sinceras do que as que envolvem a nossa presença física. 
Gosto disto. E gosto que, sendo muitos ou poucos os seguidores, alguém se identifique comigo. Sabe bem. 

Não criei o blog para massajar o ego. Não sou a mais gira nem a mais bem vestida da minha aldeia. Há tempos uma rapariga disse que gostava de aqui vir porque a "autora" não é 86-60-86, é real. E que com umas coxas de fazer inveja a muitos presuntos e uma pancinha que nos faria aguentar um inverno a hibernar não temos de dizer "Isto não é para mim." à moda, às tendências. É por isto que vale a pena.

Mas algumas coisas mudaram p'ra caraças.
A principal é do mais básico que há. Saber comentar e saber dirigir-me a alguém.
Quando uma pessoa se expõe (pelos motivos que bem entender, sejam eles uma partilha de experiências ou a tentativa de alcançar a fama) nunca nos podemos esquecer que esse alguém tem braços, pernas e inseguranças como nós. Se não gostar da publicação fico calada, se tiver opinião diferente da da blogger partilho-a sem melindrar ninguém, se não gostar de um outfit falo nas coisas que (a meu ver) foram bem conjugadas. Não ganho pontos extra nem a minha barrinha da vida cresce se disser a alguém que mais valia pegar fogo ao guarda-roupa. Isto não é um jogo. Antes de virar uma publicação, tudo é pensado e repensado. Que se dê mérito a quem nos deixa entrar na sua vida e não se atire tantas pedras. 

Mas é importante comentar, porque sem feedback o autor fica às cegas. Ter muitas visitas diárias pode significar que se é muito bom ou que o conteúdo é tão mau que anda toda a gente a rir dele.

Também percebi que enquanto "escritora" sou uma seca. Credo! Eu que, modéstia à parte, até sou uma moça dada à paródia, se os meus amigos lessem este blog iam achar que me tinham transplantado um cérebro de uma velha. Acredito que ninguém aqui venha com o pretexto de que "a Maria Daniela é imensamente engraçada!". ahah
Conheçam-me pessoalmente que eu sou gente fixe. E porreira. E humilde! ahahah 

É isso. Ter um blog para mim é partilhar. Falo mais convosco sobre os meus dramas do que com os meus amigos. É metida na concha, a Alentejana. Ter um blog é motivo para conhecer gente de todo o lado, para me inspirar convosco e para saber que a Jéssica de Bragança usaria esta camisola com um lenço e uns saltos altos. Têm noção de quanto isto vale?

Enfim. Se eu daqui a uns meses ou anos andar a ser patrocinada por milhentas lojas chinesas que me mandam peças que eu em casa ainda preciso de fazer bainhas e cortar linhas, atafulhem-me a fronha neste post. A Maria Daniela não é isso.

Para breve, um seguimento deste post, talvez chamado "O que aprendemos quando temos um blog?" e sobre o ligeiramente estranho mundo da blogosfera. Há taaanto para dizer. 



Uma beijoca,
MariaDaniela

5 comentários:

  1. Parabéns pelo teu post e sobretudo por teres a sensibilidade (vamos chamar-lhe assim) de perceber que o autor de um determinado blog pode ser realmente afectado com certas opiniões destrutivas. A opinião pode ser dada, há é formas de a dar.

    Pronta em 5

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito deste teu post.
    Acho que a partilha que a blogosfera proporciona é fantástica e faz um bem tremendo!

    ResponderEliminar
  3. Parabéns pelas tuas palavras!!! Gostei imenso,também acho que é muitooo importante deixar feedback, quem está do outro lado agradece!!! :)
    Beijinhos

    Blog Denise de Assis
    Facebook Page
    Pipopa GIVEAWAY

    ResponderEliminar
  4. Gostei bastante do que li!
    Tenho vindo acompanhar o teu blog, e para ser sincera, foste uma das que me inspirou a ter o meu próprio blog, e como tu dizes, uso-o para partilhar o que penso e o que sinto. Ainda estou no inicio, e não tenho ambição de me tornar conhecida ou algo que se pareça, apenas quero ter um espaço para partilhar e receber o feedback de quem perde tempo comigo :)

    Por isto, obrigada :)

    http://ocantinhodap.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bolas, eu é que agradeço as palavras e o carinho!
      Acho que começar um blog sem grandes objetivos (a tão almejada fama) é uma boa forma de estar e de dar.
      Não quero que o meu cantinho seja um blog de "plástico", quero que seja eu e quero que sejamos todos juntos a trocar ideias!
      E adoro que tenhamos essa semelhança! :)
      Um beijinho enooorme!

      Eliminar