2 de maio de 2016

Os meus truques para uma manhã mais feliz!

Já disse por aqui que sou muito bem disposta pela manhã. Aliás sou o dia todo e mesmo que às 9h se cruzem comigo e a pestana ainda esteja a meio abrir eu faço logo uma novela e ponho toda a gente à minha volta a sorrir. Estar bem não é estar com um sorriso Pepsodente pendurado no nariz é simplesmente encarar o dia de forma positiva. 
Os meus truques para nunca parecer um trapo velho são qualquer coisinha como isto.

- Um duche ajuda a despertar melhor.
Já testei e se não tomar uma bela banhoca de manhã é facto que demoro muito mais a acordar. Mal o despertador toca, é levantar a bunda da cama e ir deixando um rasto de peças de roupa até à casa de banho. Acho que toda a gente adora tomar duche e se se aliarem a produtos muito cheirosos têm o vosso pequeno momento relaxante do dia. Comigo resulta!



- Pequeno almoço de campeão.
Antes bebia uma caneca de leite e seguia caminho, até que um dia tinha mais tempo e fiz uma torrada. Bem, fiquei com muito mais energia, quase fui a voar para o trabalho e comecei a despachar coisas chatas com outro ânimo. É a refeição mais importante, já sabem, e mesmo que (se forem como eu) não tenham paciência para andar a esmagar bananas e fazer panquecas ou tigeladas de cereais e frutas, comam uma coisa que gostem, que vos anime e vão ver que saem de casa capazes de se cruzar com o Gustavo Santos e não terem vontade de o cortar aos bocadinhos.



- Nada de converseta fiada.
Este ponto pode ser fulcral para mim. Mesmo não vivendo sozinha, tenho a sorte de não existir vivalma acordada enquanto eu vagueio pela casa. Não se fala que está a chover lá fora ou que o Benfica sofreu para ganhar o jogo. Vou começando a pensar e planeio mentalmente o meu dia mas tudo devagarinho, sem perguntas parvas e sem a respiração de ninguém à minha volta.




- Tempo para olhar ao espelho.
 É isso ou sair de fato de treino e coque improvisado para enfrentar a vida. Não pode ser. Vestir em frente ao espelho, maquilhar em frente ao espelho e treinar o sorriso em frente ao espelho. Se gostarem do que vêem o sorriso sai sozinho. É isso que queremos. Sei que nem sempre temos uma afável relação com o nosso reflexo mas se não der para mudar, aceitemos! E como era se tivessem uma borbulha gigante no queixo e não a vissem?! Ah pois, espelho sempre à mão. Já ganhei só com este argumento, eu sei...
 



- Deixar a luz entrar. Andar a pé.
Escancarar a janela, quanto mais não seja para terem luz decente para vislumbrar as olheiras de panda que adquiriram com as 4 horas de sono. Ambientes escuros acabam sempre por alterar o humor e se for numa segunda-feira de manhã... Bom, nem é preciso continuar, certo? Um céu limpo e um sol radiante lá em cima puxam-nos também para cima. No caminho para o trabalho eu pareço um girassol: sempre virando a cara em direção à luz, deixando que seja tocada por aquele quentinho bom. Quem se cruza comigo deve questionar a minha sanidade mas fazer o quê? Podia dar-lhe para pior!



E é isto. Não acordo cedo para ir correr, não rumino sementes nem canto nenhuma música dos DAMA. Gosto sempre de tratar de tudo com calma e nem poderia ser de outra forma já que o stress e a correria eu tenho garantida no escritório à minha espera. 



Obs.: Não encarem as fotos como a apresentação de um look. Fui passear ao Jardim da Alameda João de Deus e tive paciência para tirar estas fotos. Estão aqui porque achei que o blog estava a levar um rumo tão impessoal que já nem eu o reconhecia. Então é isso. Não tenho nada para vos ensinar nem que vos inspire, é apenas um bocadinho de Maria Daniela que há muito não aparecia por aqui.

Um beijo,
MariaDaniela

3 comentários:

  1. Onde é que é esse jardim? Muito giro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É em Faro, o Jardim da Alameda João de Deus! É tão giro que estou sempre a voltar lá, adoooro! :)

      Eliminar