18 de julho de 2016

O que é que o medo já fez por ti?

Sim, pensa comigo.
O que é que já ganhaste por ter medo? Quão mais rápido, mais fácil, mais tranquilo foi o teu caminho por teres medo? Quantas vezes foste elogiada por ter medo?

Dizem-me que serei uma óptima trintona, que é aos trinta que as mulheres são mais interessantes, mais cativantes, mais sexy, mais sabidas. Mas aos trinta já terei mais medo do que tenho hoje. Tenho mais a perder, tenho mais pressão para fazer bem.
Hoje não se espera muito de mim, apenas alguns erros de percurso que se emendam com dedicação. Hoje não esperam que eu esteja casada, mãe de filhos e com emprego estável. Hoje não esperam que nunca me salte a tampa. Hoje sabem que vou chorar a ver a Dory e permitem-mo. Hoje posso tudo, por isso não vale a pena ter medo.

Porque o medo nos rouba tempo, oportunidades e momentos felizes. O medo amanhã tratará de nos colocar um peso pendurado ao pescoço chamado frustração. 

Temos medo que uma relação falhe, então nem nos metemos nela. Temos medo de não atingir os objetivos no curso de mandarim então nem nos inscrevemos. Temos medo de apanhar um escaldão então não saímos de casa. Não. 

É preciso é ir. Vai. E se der medo, vai com medo mas vai. Chama-lhe receio! Receio, recheio, torna-o estúpido. Veste-lhe umas leggins leopardo e um tutu cor-de-rosa. Não lhe ofereças o teu tempo! Não deixes que te morda os calcanhares. Vais querer tê-los perfeitinhos quando conquistares o mundo.


MariaDaniela

1 comentário:

  1. O medo impede-nos muitas vezes de seguir em frente...

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar